Pages Navigation Menu

"Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês." 1 Pedro 3:15

4. SUPORTAR uns aos outros

PASTORAIS DA PANDEMIA

II. RELACIONAMENTOS

4. SUPORTAR uns aos outros

O verbo suportar pode referir-se a uma situação, uma dor, um peso… Essa pandemia, por exemplo, é uma situação difícil de suportar. Mas temos que suportar, aguentar, ficar firmes. Tem sido muito mais difícil para aqueles que perderam entes queridos. Que Deus os conforte e ajude!04 Suportar

Mas temos que suportar pessoas também.  E isto também não é fácil. Porém, é um outro requisito para construirmos bons relacionamentos. Temos procedência, temperamentos e hábitos diferentes! Some-se a isto o egoísmo, a malícia, o espírito crítico… Daí, dizermos, às vezes: “Não suporto esse cara…” Pior quando um marido diz sobre a esposa: “Não suporto mais essa mulher…!” E vice versa.

O fato é que nossas diferenças e defeitos são um peso pesado… Nossas, não somente dos outros. Se achamos difícil suportar um certo indivíduo, ou até mesmo o cônjuge, os pais ou um filho ou filha, pode ser que eles também achem difícil nos suportar. 

Os textos bíblicos sobre isto deixam claro que, para nos suportarmos uns aos outros e construirmos bons relacionamentos, precisamos agregar ao processo certas virtudes. Veja:

“Rogo-vos… que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor…” (Ef 4. 1-2). A NVT diz: “… tolerando pacientemente uns aos outros em amor”. 

“Revesti-vos, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade… Suportai-vos uns aos outros… Acima de tudo, porém, esteja o amor…” (Cl 3.12-14).

Sem humildade, mansidão, longanimidade e sobretudo amor, não conseguiremos suportar por muito tempo as diferenças dos outros… E eles as nossas! E os relacionamentos se desfazem!

Paulo acrescenta: “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração…” (Cl 3.15). Se o “árbitro” apita, se a luz vermelha da consciência acende, algo está errado… Vai ver que estamos sendo muito críticos, impacientes, e arreando com o tal peso… Hora de amar, simplesmente amar, pois “o amor tudo suporta” (I Co 13. 7). Deus nos ajude!

Éber Lenz César (eberlenzcesar@gmail.com)

Leia as outras mensagens desta série:

1. Mais que AMIGOS

2. ACEITAR uns aos outros

3. ENCORAJAR uns aos outros

4. SUPORTAR uns aos outros

5. CONSOLAR  uns aos outros

6. ACONSELHAR uns aos outros

7. CONFESSAR uns aos outros

8. AMAR uns aos outros

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *