Pages Navigation Menu

"Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês." 1 Pedro 3:15

1. O vírus da ANSIEDADE

SENTIMENTOS

1. O vírus da ANSIEDADE

Pandemia, isolamento, restrições… Muitos estão tendo crises de ansiedade. Quem não as tem, com ou sem pandemia? As coisas mudam depressa, a tecnologia nos satura de informações, a criminalidade nos assusta, os problemas familiares e pessoais nos entristecem… É fácil ficarmos ansiosos!01 ANSIEDADE-ARTE

A ansiedade é uma sensação de angústia e preocupação. Vem acompanhada de alterações físicas (coração acelerado, frio na barriga, dores no estômago ou na cabeça etc.). É psicológico, certamente. Mas, do ponto de vista cristão, é também um problema espiritual, uma forma de incredulidade, de falta de confiança em Deus. “O começo da ansiedade é o fim da fé…” (George Muller).

Há uma ansiedade normal: preocupação razoável diante de novos desafios (viagem, concurso, casamento, emprego etc. ). Há uma ansiedade neurótica: preocupação exagerada diante desses desafios. E há a ansiedade crônica: preocupação constante e aguda com quase tudo.

Há também uma ansiedade religiosa. Resulta de ideias equivocadas sobre Deus e a salvação. Alguns parecem ver na Bíblia somente as passagens que exigem santidade, disciplina e obediência; não atentam para os textos que falam da misericórdia, compaixão e amor do Pai. Daí, o sentimento de culpa e ansiedade. Pensam até que perderam a salvação. Precisam de orientação doutrinária e pastoral para entender que o Deus Santo e Justo é também misericordioso e perdoador; e que a salvação independe das obras (Sl 32.5: Ef 2.8-9).

vacina para a ansiedade: textos preciosos da Palavra de Deus. Jesus disse: “Não andeis ansiosos…”. Na sequência, ele mencionou nossas necessidades básicas, e acrescentou: “Vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas” (Mt 6.25-34). Paulo escreveu: “Não andeis ansiosos de coisa alguma…” Orem, falem com o Senhor sobre suas necessidades, e terão paz (Fp 4.6-7. Ver I Pe 5.7).

Os ansiosos precisam de amor, aconselhamento pastoral e, talvez, de ajuda profissional. No geral, confiar em Deus é o melhor remédio. “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele…” (Sl 37.5,7).

Éber Lenz César (eberlenzcesar@gmail.com)

Se desejar, leia três estudos mais abrangentes sobre ANSIEDADE

______________________________________________

Leia as outras mensagens desta série.

 

1. O vírus da ANSIEDADE

2. O vírus da SOLIDÃO

3. O vírus da CULPA

4. O vírus do MEDO

5. O vírus da TRISTEZA

6. O vírus da DÚVIDA

_________________________________________________

PASTORAIS DA PANDEMIA. SÉRIE I – Conforto

 

PASTORAIS DA PANDEMIA. SÉRIE II – Relacionamentos

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *