Pages Navigation Menu

"Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês." 1 Pedro 3:15

3. Que ESPERANÇA temos?

Pastorais da pandemia

3. Que ESPERANÇA temos?

Geralmente, nutrimos esperanças imediatas, para um futuro próximo: solução de um problema, aprovação num concurso, um bom emprego, mais dinheiro, saúde, casamento, filhos, viagem… No momento, o mundo inteiro espera o fim dessa pandemia, a plena reabertura do comércio, das escolas etc. Acompanhamos com esperança os testes de possíveis vacinas.Arte que ESPERANCA temos

Essas esperanças são comuns; todos as têm. Alguns esperam alcançá-las por sua própria capacidade e/ou com a intervenção de amigos e políticos. Há os que forçam a barra com ações inescrupulosas…

Se somos cristãos e temos estas e outras esperanças, devemos orar por elas e submetê-las à vontade de Deus. Se Deus não nos concede exatamente o que pedimos e esperamos, não nos decepcionamos, nem perdemos a esperança. Nós a ajustamos à vontade de Deus, que é sempre  “boa, perfeita e agradável” (Rm 12.2). Como cristãos,  temos três esperanças básicas que inspiram e orientam as demais:

Provisão. Temos esperança de que Deus, nosso Pai, sempre bondoso, cuidará de nós e suprirá nossas necessidades materiais e espirituais. O apóstolo Paulo escreveu:

“O meu Deus… há de suprir… cada uma de vossas necessidades” (Fp 4.19).

Santificação. Temos esperança de que Deus completará sua obra em nossa vida. Já estamos salvos pela fé em Cristo, mas ainda lutamos com esta nossa natureza pecaminosa. Mas sabemos, com certeza, que

“Aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Cristo Jesus” (Fp 1.6). E “quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele” (I Jo 3.2).

Redenção. Temos a “bendita esperança”, a da volta do nosso amado Salvador e Senhor Jesus Cristo. Então, ”os mortos ressuscitarão”, haverá  “novo céu e nova terra”, o Senhor “enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor” (I Ts 4.16; Ap 21.1-4). Aleluia!

“Que o próprio Jesus Cristo, nosso Senhor, e Deus, nosso Pai, que nos amou e nos deu eterno conforto e maravilhosa esperança, os animem e fortaleçam…” (II Ts 2.16-17). Principalmente nestes dias difíceis…

eberlenzcesar@gmail.com

LEIA TAMBÉM:

1. A Graça dá ESPERANÇA

 

2. Não perca a ESPERANÇA

 

4. A esperança das ESPERANÇAS

 

5. A ESPERANÇA dos alfinetes

6. Benefícios da ESPERANÇA

__________________________________________________________

Veja as outras PASTORAIS DA PANDEMIA:

SÉIE I – CONFORTO

SÉRIA II – RELACIONAMENTOS

SÉRIE III – SENTIMENTOS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *