Pages Navigation Menu

"Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês." 1 Pedro 3:15

5. NEM TUDO ESTÁ PERDIDO

PASTORAIS DA PANDEMIA

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO05 Arte - Nem tudo esta perdido

Essa pandemia tem sido difícil para todos, muito mais para os que perderam seu emprego, ou ficaram doentes, ou, pior, perderam entes queridos.  Ainda que nada disso lhes tenha acontecido, muitos estão estressados com o home office, crianças à volta… Nós, cristãos, sentimos muito falta dos cultos presenciais. Não há como minimizar esse sofrimento. Mas também não devemos exagerá-lo. Até por que há pessoas sofrendo situações terríveis, independentemente da pandemia; e  catástrofes terríveis têm abalado nações e à própria humanidade. Em qualquer destas situações, se tivermos fé, podemos levantar a cabeça, dobrar os joelhos em oração, confiar em Deus e afirmar: “Nem tudo está perdido!”

O Salmo 74 é um bom exemplo. Na primeira parte o salmista externa suas angústias, questiona Deus e refere situação deplorável em que se encontra a Cidade Santa: “Ó Deus, por que nos rejeitaste por tanto tempo. Por que é tão intensa a tua ira contra as ovelhas do teu pasto? Lembra-te de que somos o teu povo…” Por que este sentimento?  Porque Deus, para discipliná-los, permitiu que os Babilônios invadissem Jerusalém, destruíssem o templo e a cidade e levassem cativos milhares de judeus… Outros muitos perderam a vida (vs.3-8). E mais: “Já não vemos teus sinais; não há mais profetas, e ninguém sabe quando isto acabará” (v. 9). Terrível, não! Muito pior que a nossa pandemia e nossos problemas pessoais ou familiares…

Mas, então, o salmista muda o linguajar, deixa a lamúria (ainda que justificável), e confessa: “Tu, ó Deus, és meu rei desde a antiguidade e trazes salvação à terra…” (v. 12). Na sequência, o salmista fecha os olhos, desconcentra-se das ruínas à volta, das perdas, e recorda os feitos maravilhosos de Deus a favor do seu povo (vs. 13-15), as obras da Criação (vs. 16-17), e clama por ajuda (vs. 18-23).

É por aí! Sofremos, choramos, lamentamos, questionamos! É humano! Mas dobramos nossos joelhos em oração e renovamos nossa confiança em Deus, nosso Rei, e em Cristo, nosso Senhor, nosso Salvador! Nem tudo está perdido! Muito pelo contrário!

LEIA AS OUTRAS PASTORAIS DA PANDEMIA

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *